terça-feira, 21 de setembro de 2010

Vai pela sombra, meu filho, e afasta-te da luz desse sol que derreteu as asas de cera do ambicioso Ícaro. Abriga-te e veste a pele do cordeiro sem nunca seres um lobo mau. Alimenta-te bem mas não comas o capuchinho vermelho nem nenhuma outra menina menor de idade.

Endireita essas costas e olha sempre nos olhos quem cruzar o teu caminho pois serão esses que deverás recordar: serão esses que irão cuspir na tua cara! Tu não cuspirás para o chão nem na sopa que outros te darão. Sentar-te-ás depois das senhoras e pedirás licença para te ergueres…mas não esperarás até ao terceiro dia.

Certamente levarás bofetadas durante o teu percurso e caso queiras evitar que sejam o dobro em número, o melhor conselho que tenho para ti é que não deverás nunca dar a outra face.

No final as contas pagam-se, como aliás tudo nesta vida, e não terás qualquer desconto. No final serás vendido pelas moedas que os outros decidirem que vales e não por aquelas que julgas valer. No final perceberás que a justiça é cega mas também é estúpida.

Sem comentários: