segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Parece-me o hemisfério errado e o avesso do meu mundo virado ao contrário.
 
Se fosse ave seria rara e boa mas não voa nem sabe quanto destoa enquanto os mais atentos ficam à toa.
 
Com pena a corda estica e se partir pouco fica.
 
Perco o Norte e sinto a morte porque imper-a-dor.